Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LEYA BIS – LIVROS DE BOLSO

LIVROS DE BOLSO DA COLECÇÃO BIS

LEYA BIS – LIVROS DE BOLSO

LIVROS DE BOLSO DA COLECÇÃO BIS

Novo livro de Saramago em abril

A Fundação José Saramago vai publicar um novo livro do escritor, A Estátua e a Pedra, com lançamento mundial na segunda quinzena de abril, na Feira do Livro de Bogotá. A obra, em edição bilingue, em português e espanhol, estará disponível no mercado português no início de abril.

A Estátua e a Pedra é uma reflexão de José Saramago sobre os seus livros e sobre a importância decisiva que o facto de viver numa ilha de pedra e vulcões como Lanzarote teve para entender o seu estilo literário e de vida. Na verdade, este é um livro que não existiria sem Lanzarote.

O texto de José Saramago é acompanhado, neste pequeno volume, de dois textos introdutórios dos professores italianos Luciana Stegagno Picchio e Giancarlo Depretis, e de um epílogo do escritor espanhol Fernando Gómez Aguilera.

Newark homenageia Philip Roth nos 80 anos do autor

Newark, a cidade natal do escritor Philip Roth, assinala hoje os 80 anos do autor com uma série de eventos para homenagear um dos maiores vultos da literatura norte-americana e mundial.

Entre os eventos, contam-se excursões de camioneta, exposições de fotografia e conferências.

A excursão, que terá uma duração de uma hora, é designada de “A Newark de Philip Roth” e percorrerá lugares referidos na obra do autor, bem como o bairro de Weequahic, onde Roth nasceu e cresceu, e será acompanhada da leitura de excertos da sua obra, como O Complexo de Portnoy.

Para além disso, estará patente uma exposição de fotografia dedicada à vida do autor na Newark Public Library.

Philip Roth falará tmabém hoje num evento para convidados no Newark Museum, sendo que terá lugar também a conferência “Roth@80” da Philip Roth Society sobre a vida e obra do autor.

Atores brasileiros homenageiam Vinicius de Moraes

No dia 25 de março, um número pouco habitual de grandes atores brasileiros brasileiros vai reunir-se no Grande Auditório do Museu de Arte de São Paulo (Masp) para homenagear o poeta, escritor, compositor, dramaturgo, jornalista e diplomata Vinicius de Moraes, que, a 19 de outubro, completaria 100 anos. O "poetinha", como era conhecido, morreu a 9 de julho de 1980, no Rio de Janeiro, a sua cidade natal.

Com direção de André Acioli e Clóvys Torres, o elenco, composto por Bruna Lombardi, Carlos Alberto Riccelli, Elias Andreato, Jarbas Homem de Mello, Luciene Adami, Lígia Cortez, Lucinha Lins, Mel Lisboa, Bruno Fagundes, Maurício Machado, Miguel Briamontes, Renato Caldas, Samantha Caracanti e Valéria Lauand, lerá excertos de textos escritos pelo homenageado.

Trata-se de mais uma edição do projeto Letras em Cena, que há sete anos reúne grandes nomes da arte dramatúrgica brasileira em leituras de textos inéditos, prestes a ser encenados ou de grande reconhecimento por parte do público.

Encontro com Lídia Jorge na Fundação Calouste Gulbenkian, em França

A escritora  Lídia Jorge vai estar na segunda-feira, dia 18 de março, das 18h00 às 20h00 (hora local), na Biblioteca da Delegação de França da Fundação Calouste Gulbenkian para um seminário subordinado ao tema “As Mulheres e a Escrita da Violência”.

Este evento faz parte do ciclo “Conversas em Português”, animado por Gonçalo Duarte, professor de Português, destinado a um público que deseje praticar a língua portuguesa em torno de um tema da atualidade.

Conferência sobre a obra e legado de Antonio Tabucchi na Irlanda

O University College de Cork, na Irlanda, organiza no dia 22 de março a conferência “Rua da Saudade: Antonio Tabucchi entre Itália e Portugal” sobre a obra e legado de Antonio Tabucchi.

Considerado um nome maior da literatura europeia, Tabucchi foi professor de Língua e Literatura Portuguesas na Universidade de Siena, em Itália. Da sua bibliografia fazem parte títulos como Afirma Pereira, O Tempo Envelhece DepressaEstá a Fazer-se Cada Vez Mais Tarde e Nocturno Indiano.

Nascido em Pisa em 1943, Tabucchi referia-se sempre a Portugal, que conhecia desde os 22 anos, como o seu “país de adoção”. É autor de ensaios sobre o trabalho de Fernando Pessoa e, com a companheira, Maria José de Lencastre, traduziu e dirigiu a edição italiana dos textos do poeta. Faleceu em Lisboa a 25 março de 2012.

Ensaios sobre a Cegueira e a Lucidez são o tema da Cátedra Saramago, na Argentina

As obras Ensaio sobre a CegueiraEnsaio sobre a Lucidez são os temas de estudo deste ano da Cátedra José Saramago, na Universidade Católica de Córdova, na Argentina, com o primeiro curso a começar no dia 15 de março.

Nesta primeira sessão, Victoria Ferrara, que tem a responsabilidade do curso, dará uma aula sobre “Espaços em branco. Aproximações e distâncias nos dois ensaios de José Saramago”.

A segunda sessão será a 19 de abril, com Silvia Blasi: “Da cegueira à lucidez, reflexões sobre a memória, o reconhecimento, a identidade”.

Marisa Piehl tem a cargo o terceiro encontro, a 17 de maio, numa aula a que deu o título de “Didi-Huberman e a inelutável excisão da visão nos ensaios de José Saramago”.

O professor Miguel Koleff, que desde 2012 participa nesta cátedra, lança o seu novo livro La Caverna de José Saramago: uma imagen dialéctica no final do quarto encontro, em que falará sobre "O voto em branco como imagem dialética", a 14 de junho.

A cátedra José Saramago foi criada em 2007 no seio da Faculdade de Filosofia e Humanidades da Universidade Católica de Córdova, com o objetivo de promover uma reflexão interdisciplinar articulando preocupações de ordem social e literária.

Festa Literária Internacional de Paraty homenageia Fernando Pessoa

A próxima edição da Festa Literária Internacional de Paraty (Flip), que decorre de 3 a 7 de julho, terá uma mesa de debate que irá homenagear Fernando Pessoa.

O debate contará com a presença da cantora Maria Bethânia e da professora universitária Cleonice Berardinelli, uma das maiores especialistas do Brasil na obra do poeta português.

A cantora brasileira já assumiu diversas vezes a sua admiração por Fernando Pessoa. Excertos da obra do poeta foram lidos por Maria Bethânia no espetáculo "Rosa dos Ventos", de 1971, e nos seus álbuns Drama, Pássaro da Manhã e Imitação da Vida.

Em 2010, Bethânia e Berardinelli receberam a Medalha do Desassossego da Casa Fernando Pessoa, em Lisboa, pelo seu contributo para a divulgação da obra de um dos maiores vultos da literatura lusófona.

Homenagem a Antonio Tabucchi em Roma

O escritor Antonio Tabucchi será homenageado amanhã em Roma com uma adaptação teatral da sua obra Gli ultimi tre giorni di Fernando Pessoa, quando se está quase a completar um ano que o autor faleceu (25 de março).

O espetáculo terá lugar na Sala A e será transmitido pela RAI – Radio 3, no programa Il teatro in diretta.

Serão também lidos trechos dos últimos contos do autor e das suas últimas entrevistas, com o acompanhamento de canções portuguesas cantadas ao vivo.

Considerado um nome maior da literatura europeia, Tabucchi foi professor de Língua e Literatura Portuguesas na Universidade de Siena, em Itália. Da sua bibliografia fazem parte títulos como Afirma Pereira, O Tempo Envelhece DepressaEstá a Fazer-se Cada Vez Mais Tarde e Nocturno Indiano.

Nascido em Pisa em 1943, Tabucchi referia-se sempre a Portugal, que conhecia desde os 22 anos, como o seu “país de adoção”. É autor de ensaios sobre o trabalho de Fernando Pessoa e, com a companheira, Maria José de Lencastre, traduziu e dirigiu a edição italiana dos textos do poeta. Faleceu em Lisboa em março de 2012.

Livro de Ondjaki publicado na Polónia

O livro AvóDezanove e o Segredo do Soviético, de Ondjaki, foi publicado em polaco, numa tradução de Michal Lipszyc, sob a estampa da Karakter, uma editora da Cracóvia que em 2010 publicou Terra Sonâmbula, de Mia Couto.

A obra intitula-se Babcia 19 i sowiecki sekreti na tradução de Michal Lipszyc, um dos mais importantes tradutores de literatura de língua portuguesa para polaco. Entre os títulos que traduziu contam-se Terra Sonâmbula, de Mia Couto, As Mulheres do Meu Pai, de José Eduardo Agualusa, e Jerusalém, de Gonçalo M. Tavares.

Em 2007, a tradução de O Livro de Desassossego por Bernardo Soares, de Fernando Pessoa, valeu a Michal Lipszyc o prémio de melhor na tradução literária atribuído pela revista Literatura na Swiecie.

Alguns fragmentos da obra agora traduzida foram anteriormente apresentados em leituras públicas, durante a III edição do evento "Vamos É Ler Noutro Sítio", organizado pela EUNIC Varsóvia, em abril de 2012.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D