Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

LEYA BIS – LIVROS DE BOLSO

LIVROS DE BOLSO DA COLECÇÃO BIS

LEYA BIS – LIVROS DE BOLSO

LIVROS DE BOLSO DA COLECÇÃO BIS

ANTÓNIO LOBO ANTUNES VENCE PRÉMIO AUTORES SPA/RTP

António Lobo Antunes venceu o Prémio Autores SPA/RTP na categoria Melhor Ficção Narrativa com a obra Que Cavalos São Aqueles Que Fazem Sombra no Mar?, numa gala emitida ontem à noite na televisão pública e que premiou vários artistas nacionais.

Ainda na Literatura, a distinção de Melhor Livro de Poesia foi para a obra A Luz Fraterna, de António Osório, sendo que O Tubarão na Banheira, de David Machado, ganhou o prémio de Melhor Livro de Literatura Infanto-Juvenil.

O pintor Júlio Pomar foi distinguido com o prémio Vida e Obra.

A Câmara de Cascais foi galardoada com o prémio de Melhor Programação Cultural Autárquica, destacando-se a realização do Estoril Film Festival e a construção da Casa das Histórias, que reúne obras de Paula Rego.

No Cinema, foi distinguido Morrer como um homem, de João Pedro Rodrigues, na categoria de Melhor Filme.

Margarida Carvalho ganhou o prémio de Melhor Actriz, pela sua interpretação no filme Veneno Cura, e João Lagarto venceu o galardão de Melhor Actor, pela sua interpretação em 4 Copas.

Na categoria de Artes Visuais, a Casa das Histórias, de Paula Rego, foi considerada a Melhor Exposição de Artes Visuais.

O júri considerou a Grande Retrospectiva, de Eduardo Gageiro, como o Melhor Trabalho de Fotografia, e Crucificado, de Rui Francisco, como Melhor Trabalho Cenográfico.

Na categoria de Dança, a Melhor Coreografia foi para Madalena Victorino, com Vale.

Na Rádio, o programa Encontros com o Património, de Manuel Vilas-Boas, venceu a distinção de Melhor Programa.

Na categoria de Música, a Melhor Canção foi para Cristina Branco, com “Margarida”, do álbum Kronus, e o Melhor Disco foi para Space Grace, de Dénnis González e João Paulo. Música Portuguesa para um Quarteto, do Quarteto Lopes-Graça, venceu o prémio de Melhor Trabalho de Música Erudita.

No Teatro, A Orelha de Deus, encenado por Cristina Carvalhal, foi considerado o Melhor Espectáculo. Sílvia Filipe ganhou o prémio de Melhor Actriz pelas interpretações em Esta Noite Improvisa-se, Huis Clos e O Peso das Razões. O prémio de Melhor Actor foi atribuído a Henrique Feist, pela sua interpretação em Máquina de Somar.

Na categoria de Televisão, o prémio de Melhor Programa de Informação foi entregue a Joaquim Furtado, com o programa A Guerra – 2.ª  Série, emitido pela RTP.

O prémio de Melhor Programa de Ficção foi atribuído a Conta-me como Foi, da RTP, e o de Melhor Programa de Entretenimento foi para Gato Fedorento Esmiúça os Sufrágios, da SIC.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D