Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LEYA BIS – LIVROS DE BOLSO

LIVROS DE BOLSO DA COLECÇÃO BIS

LEYA BIS – LIVROS DE BOLSO

LIVROS DE BOLSO DA COLECÇÃO BIS

Dia 6 – Ganhe um livro por dia na Feira do Livro… e um vale de desconto para a compra de outro!

A BIS promove este ano um passatempo especial durante a Feira do Livro de Lisboa: oferecemos um livro por dia a partir do dia 24 de abril até 12 de maio e um desconto de €2,00 para a compra de qualquer livro da BIS.

Oferecemos hoje o sexto livro, Desgraça, de J. M. Coetzee.

Não perca os próximos livros em bisleya.blogs.sapo.pt ou em www.facebook.com/leya.bis.


– O passatempo decorre até ao fim do dia de hoje
– Só é permitida uma participação por pessoa, morada e e-mail
– Só são aceites participações de residentes em Portugal Continental e Ilhas
– Participações com respostas incorretas ou dados incompletos serão eliminadas
– O vencedor será sorteado aleatoriamente entre todas as participações corretas e completas, sendo posteriormente contactado pela BIS
– Os vencedores terão de ir levantar o prémio no stand da BIS na Praça LeYa da Feira do Livro de Lisboa

Vencedores do passatempo BIS

Em que ano se deu o terramoto que devastou Lisboa?

Resposta certa: 1755

Em que ano Hermann Hesse ganhou o Prémio Nobel de Literatura?

Resposta certa: 1946

Em que ano Salazar assumiu pela primeira vez a pasta das Finanças?

Resposta certa: 1926

Vencedores:

18 – Luís Filipe Cardoso Vieira Pereira Gomes

57 – António Pereira Silva

128 – José Oliveira

Parabéns aos vencedores e obrigado a todos os participantes.

Passatempo BIS

Responda corretamente às questões e ganhe um dos três exemplares de Desgraça, de J. M. Coetzee, que a BIS tem para oferecer.


Regras do passatempo:
– O passatempo decorre até ao dia 3 de abril
– Só é permitida uma participação por pessoa, morada e e-mail
– Só são aceites participações de residentes em Portugal Continental e Ilhas
– Participações com respostas incorretas ou dados incompletos serão eliminadas
– O vencedor será sorteado aleatoriamente entre todas as participações corretas e completas, sendo posteriormente contactado pela BIS
– Os vencedores terão de ir levantar o prémio numa das livrarias parceiras da Leya

J. M. COETZEE VENCE PRÉMIO DAS ARTES DA AUSTRÁLIA DO SUL

O escritor J. M. Coetzee, nascido na África do Sul e cidadão australiano desde 2006, venceu o Prémio das Artes na edição deste ano dos Prémios Australianos do Sul.

Distinguido com o Prémio Nobel de Literatura 2003 e galardoado por duas vezes com o Booker Prize com A Vida e o Tempo de Michael K (1983) e Desgraça (1999), J. M. Coetzee é professor da Universidade de Adelaide, no estado da Austrália do Sul, desde 2002.

Foi nomeado doutor honoris causa pela mesma universidade em 2005 e, recentemente, deu o seu nome ao novo centro J. M. Coetzee de Prática Criativa da Universidade de Adelaide.

Os Prémios Australianos do Sul foram apresentados numa cerimónia especial na Câmara Municipal de Adelaide na quinta-feira à noite pelo presidente da autarquia, Stephen Yarwood.

Organizados pela Advantage SA, com o apoio do governo do estado da Austrália do Sul, estes prémios visam distinguir indivíduos e organizações com um historial de excelência e que tenham tido um impacto positivo no estado.

UNIVERSIDADE DO TEXAS ADQUIRE ESPÓLIO PROFISSIONAL DE J. M. COETZEE

O Centro Harry Ransom da Universidade do Texas, nos Estados Unidos, vai albergar o espólio profissional de J. M. Coetzee, permitindo ao público ter um raro vislumbre da obra do escritor.

Adquirida por 1,5 milhões de dólares (1,087 milhões de euros), usando donativos privados e fundos da universidade, a coleção inclui 155 caixotes com manuscritos, cadernos de notas, ensaios, discursos e cartas aos seus editores, datando desde 1956.

J. M. Coetzee nasceu na Cidade do Cabo, na África do Sul, em 1940, e concluiu o douturamento em Inglês, Linguísticas e Línguas Germânicas na Universidade do Texas em 1965. Em 2003, foi galardoado com o Prémio Nobel de Literatura. Foi o primeiro autor a ser distinguido por duas vezes com o Booker Prize, com A Vida e o Tempo de Michael K (1983) e Desgraça (1999).

“A minha associação à Universidade do texas já tem quase meio século”, afirmou J. M. Coetzee, que vive atualmente em Adelaide, na Austrália, à AP. “É uma grande satisfação saber que os meus papéis vão encontrar um lar no Centro Ransom, uma das maiores instituições de investigação do mundo.”

DESGRAÇA – J. M. COETZEE


Desgraça
J. M. Coetzee

 

Prémio Nobel de Literatura 2003

Verdades que penetram até ao osso.

Desgraça é muito mais do que um relato social: é um relato de sobrevivência pessoal numa sociedade decadente. Passado na África do Sul pós-apartheid, este romance sincero e despudorado centra-se em David Lurie, professor universitário na Cidade do Cabo, de meia-idade, divorciado, que divide o seu tempo entre o desânimo das aulas e as satisfações momentâneas que encontra numa prostituta. Quando esta o deixa de atender, David desvia as atenções para uma jovem aluna, começando uma aventura sexual que, quando tornada pública, o leva ao despedimento e à humilhação.

P.V.P. (c/ IVA): 7,50€

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D